fbpx

Demanda reprimida vai puxar vendas do varejo nos Estados Unidos

Para presidente da National Retail Federation, momento atual oferece uma oportunidade para varejistas

Apesar do aumento da propagação da variante Delta do coronavírus e dos problemas na cadeia de abastecimento por falta de mão de obra, as vendas no varejo dos Estados Unidos seguem aceleradas pela demanda reprimida na pandemia.

“Mesmo com a variante Delta, vemos uma demanda reprimida, com as pessoas se planejando a voltar às aulas, e revisamos a nossa projeção de gastos no varejo, de uma média de 6,5% a 8,5% para 10% e 12%”, afirma Matthew Shay, presidente e CEO da National Retail Federation, que participou da abertura do Latam Retail Show 2021.

Segundo ele, nos primeiros sete meses deste ano, as vendas no varejo já subiram 15% em relação ao mesmo período de 2020. “Temos uma base sólida à medida que avançamos para o segundo semestre do ano”, diz.

Além da demanda reprimida, explica, algumas empresas foram impulsionadas pelas formas criativas de atender e se envolver com seus clientes, como as lojas especializadas de roupas e departamento. “Eles foram muito ágeis de encontrar maneiras de atender os clientes, da forma que eles desejam e precisam”, conta.

Sociedade 5.0

Realizada pela Gouvêa Ecosystem, a sexta edição do Latam Retail Show terá como macrotema a Sociedade 5.0, que é aquela impactada pela tecnologia e pelo digital. Neste ano serão 220 palestrantes, 82 horas de conteúdo e até 5 palcos em paralelo e com três pesquisas exclusivas: uma desenvolvida pela Mosaiclab (nosso braço de estudo de mercado e inteligência).

Na abertura, o fundador e CEO do grupo, Marcos Gouvêa de Souza, destacou a importância das práticas ESG no varejo. “Vamos assinar com o Sebrae um convênio que envolve o IDV, o Sebrae e a Gouvêa para que as práticas de ESG das grandes organizações de varejo e seus fornecedores possam ser difundidas para pequenos e grandes MEIs da forma que possam se engajar nessa transformação do mercado pela adoção das práticas ESG”, diz.

Gouvêa também destacou o matching Brasil-China para desenvolvimento do consumo e do varejo, que está sendo realizado pela Gouvêa China Desk, e o lançamento da Gouvêa Adademy, braço de educação corporativa para o varejo e consumo, que já nasce com vínculos internacionais relevantes para contribuir com o desenvolvimento na educação e em conceitos empresariais para todo o segmento de varejo e consumo.

Outros lançamentos anunciados fora a plataforma Gogôu, marketplace de venda de conteúdo pela internet, e o projeto Bidfood Bank, de pagamentos com serviços financeiros focado no setor de foodservice.

Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: