Riachuelo aposta na economia circular e lança plataforma de aluguel de roupas

Varejista fechou parceria com a Clorent, empresa especializada nesse segmento

A varejista Riachuelo anunciou parceria com a Clorent, empresa brasileira de aluguel de roupas. A união entre as duas marcas deu origem a uma plataforma destinada q locação de peças selecionadas do portfólio da Riachuelo.

O serviço estará disponível no site da marca, e segue uma tendência que vem ganhando espaço no mercado e nos costumes dos consumidores nos últimos anos. O serviço chegará ao consumidor em três modelos: one shot, aluguel único das peças; assinatura mensais; e a opção por malinha de viagem.

Riachuelo

“Acreditamos em uma cadeia de consumo circular, que faça a moda rodar e aumentar a vida útil do produto. O aluguel de roupas, na prática, é uma das soluções para um consumo e uma moda mais consciente”, afirma Marcella Kanner, head de Comunicação da Riachuelo.

A empresa parceira de fashion-tech, Clorent, é uma plataforma voltada para o aluguel de roupas e foi criada há quatro anos por Ana Teresa Saad e Eduarda Ferraz com o objetivo de incentivar o consumo consciente da moda. A Riachuelo foi a primeira grande varejista a se unir ao projeto com o formato white label.

“Ver uma marca como a Riachuelo entrando no mercado de aluguel de peças casuais mostra o quanto esta tendência vem com força para tornar-se uma nova forma de consumo, transformando o varejo de moda de uma forma mais consciente e inteligente”, destacam as fundadoras da Clorent, Ana Teresa Saad e Eduada Ferraz.

Como funciona?

Na opção de assinatura mensal, o cliente poderá alugar, durante 30 dias, três peças da Riachuelo a cada mês. O frete é gratuito para toda São Paulo e outras regiões e a taxa de devolução é somada no valor do plano.

No caso da locação avulsa, que dura de quatro a cinco dias, a opção tem uma taxa mínima de R$ 35 de frete, de acordo com a cidade, e não tem limite de peças. Com a alternativa “mala de viagem”, o consumidor também terá de pagar uma taxa de frete e retirada dos itens, e podem ficar com as peças por até 15 dias.

Em caso de atraso em qualquer um dos três serviços será cobrado o preço de diárias para cada período de 24 horas que o cliente atrasar.

Imagem: Shutterstock e Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: