NRF 2022: Varejo físico comprova força com tecnologia, propósito e interação

Nike, Allure e Amazon apostam na integração da  tecnologia, propósito e interação para atrair os consumidores

físico

Se o comércio eletrônico foi desbravado por muitos novos consumidores por causa das restrições resultantes da pandemia, o varejo físico continua se reinventando para atrair os consumidores presencialmente.

As lojas inauguradas mais recentemente em Nova York unem em experiência, propósito, tecnologia, interação e coleta de dados dos clientes. A Mercado&Consumo visitou algumas dessas operações juntamente com a delegação da Gouvêa Experience, e trará uma cobertura especial do Retail’s Big Show, promovido pela National Retail Federation (NRF) entre 16 e 18 de janeiro.

A Nike House of Innovation é uma megaloja de seis andares cujo maior diferencial é a tecnologia. Os clientes podem interagir com todos os produtos por meio do aplicativo da marca e fazer o pagamento de qualquer local – ela não tem caixas.

A loja também conta com espaço de customização, um digital signage amplo e um andar só para produtos infantis.

Destaque nas manchetes

A revista feminina americana Allure é mais uma marca que tem apostado em lojas físicas. A empresa abriu um espaço em Nova York, nos Estados Unidos, onde vende tudo que está em destaque nas próprias manchetes.

A loja também é ancorada nos produtos vencedores do prêmio promovido pela revista, tão conceituado que gigantes da beleza, como a Sephora, promovem em suas próprias plataformas.

O espaço conta com uma gama de recursos de tecnologia para aprimorar a experiência de compra: experimentações virtuais de Realidade Aumentada, espelhos inteligentes e códigos QR para conectar os clientes com conteúdo de produto.

A ideia é atrair não só os leitores da Allure, mas também novos consumidores.

Loja física com linguagem digital

Uma das varejistas mais digitais do planeta é outra prova prática de que a omnicanalidade é um caminho sem volta. A Amazon tem apostado em lojas físicas, como as da Amazon Books, que vendem livros selecionados de acordo com os comentários publicados pelos clientes no site.

A loja disponibiliza a avaliação de cada livro e prateleiras com itens mais vendidos e mais bem avaliados. Você também pode conferir um pouco mais da loja em um dos nossos episódios da M&C Insights. Confira no vídeo abaixo:

Mas claro que a tecnologia não fica de lado. As lojas Amazon Books também oferecem devices da marca, como leitores de livros digitais e outros equipamentos.

Imagens: Aiana Freitas 

Sair da versão mobile