Ministério da Economia anuncia programa voltado para mulheres empreendedoras

Comitê do programa envolve também ministérios da Mulher, Cidadania, entre outros, além dos bancos púbicos e do Sebrae

A secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Marques Consentino, anunciou nesta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a criação programa “Brasil para Elas”, voltado para mulheres empreendedoras.

“O presidente Jair Bolsonaro vai assinar um decreto que cria uma estratégia nacional de empreendedorismo feminino. O programa terá um comitê envolvendo os ministérios da Economia, Mulher, Cidadania, entre outros, além dos bancos púbicos e do Sebrae, e representantes da sociedade”, afirmou, em cerimônia no Palácio do Planalto.

Ela lembrou que as mulheres são responsáveis 80% das decisões de compra no País, mas tomam apenas 20% do crédito.

Daniella destacou que Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco do Nordeste (BNB) e o Banco da Amazônia (Basa) lançam nesta terça linhas especiais de crédito para o público feminino.

“Fiz essa pergunta e desafio aos presidentes dos bancos públicos e eles toparam buscar conosco essa resposta. Eles estão oferecendo não só crédito, microcrédito e apoio, mas um esforço muito mais amplo”, acrescentou a secretária especial.

Brasil para Elas

Todas as informações sobre o programa estarão no Portal Brasil Pra Elas, com o detalhamento da Jornada da Mulher Empreendedora: gov.br/brasilpraelas. O Ministério da Economia tem conversado com mais de 15 entidades que tratam de empreendedorismo para montar um comitê com membros da sociedade civil e planejar outras ações em conjunto.

Para implementar o “Brasil Pra Elas”, foram mobilizadas as áreas ligadas aos temas das mulheres e do empreendedorismo. Participam da iniciativa os ministérios da Economia; da Mulher, da Família dos Direitos Humanos; e da Cidadania, além do Sebrae e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

O Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o Banco da Amazônia (Basa) vão oferecer linhas de crédito especiais para micro e pequenas empresas. Haverá apoio de educação empreendedora do Sebrae para quem está começando a empreender e para aquelas mulheres que precisam incrementar seus negócios próprios. O Banco do Nordeste (BNB) e o Basa atuarão no segmento de microcrédito.

Para estimular mais empréstimos, serão utilizados os recursos do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), que dará garantia de 80% do valor emprestado, ofertando crédito assistido para empresas que possuam mulheres no seu quadro societário, buscando alcançar 100% desses empreendimentos.

Com informações de Estadão Conteúdo (Eduardo Rodrigues e Eduardo Gayer)
Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: