Gargalos de oferta pesam mais sobre países menos desenvolvidos, diz OMC

Entidade está monitorando "de perto" a cadeia de suprimentos e seus problemas

As interrupções ligadas à pandemia estão pesando especialmente sobre os países menos desenvolvidos (LDCs, na sigla em inglês), disse a diretora-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, em discurso de abertura do Fórum Global de Cadeias de Suprimentos.

A autoridade defendeu que, no século XXI, o sistema de comércio global precisa alcançar todos os lugares e afirmou que garantir melhorias nas cadeias de suprimento faz parte dessa movimentação.

Ngozi disse estar monitorando “de perto” a cadeia de suprimentos e seus problemas. A questão, segundo ela, é que “mais bens estão atravessando fronteiras do que qualquer momento antes”.

“Todos querem encontrar soluções. Esperançosamente, conseguiremos neste evento abordar como a OMC pode ajudar a fazer com que as coisas funcionem melhor”, disse ela.

A falta de insumos, como semicondutores, tem paralisado parques fabris pelo País e pode atrapalhar esse movimento de retomada. Em 2021, diferentes montadoras suspenderam a produção e recorreram a férias coletivas por falta de componentes eletrônicos.

Em balanço divulgado em janeiro,  a Anfavea, associação das montadoras, 300 mil veículos deixaram de ser produzidos no País. A entidade disse que o mercado de carros poderia ter sido 20% maior não fosse a irregularidade no abastecimento de peças.

Com informações de Estadão Conteúdo (Ilana Cardial)

Imagem: ShutterStock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: