E-commerce registra faturamento recorde em 2021, aponta pesquisa da Neotrust

O levantamento feito pela companhia também projetou um crescimento de 9% na receita de compras online

Com R$ 161 bilhões de faturamento, o e-commerce brasileiro cresceu 26,9% em comparação ao ano de 2020 e bateu recordes em 2021, apontou o estudo da Neotrust, empresa responsável por monitorar 85% do e-commerce do país. Além disso, o número de pedidos também aumentou 16,9% e chegou ao total de 353 milhões de entregas e o ticket médio cresceu 8,6% e atingiu os R$455.

De acordo com a pesquisa, os setores que representam a maior porcentagem dos pedidos durante o ano são: moda, beleza, perfumaria e saúde – que teve crescimento de 87% no faturamento de pedidos de remédios online. As categorias de celulares, eletrônicos e eletrodomésticos foram as que apresentaram maior faturamento em 2021.

Analisando os dados demográficos, a maior parte de pedidos está concentrado na região sudeste, com 62,3% e na região Nordeste, que cresceu 3,5 pontos percentuais, e representou 15,1% das encomendas no ano passado.

Já relacionado ao gênero, as mulheres representam 58,9% do share de pedidos, enquanto os homens 41,1%.  Entretanto, apesar do maior número de pedido do público feminino, o ticket médio desse grupo é menor que o do masculino, R$387 e R$552, respectivamente.

Ainda segundo o levantamento da Neotrust, o cartão de crédito segue como a forma de pagamento preferida dos consumidores no e-commerce, com 69,7% das compras sendo feitas com esse método de pagamento. Como segunda opção está o boleto bancário, 6,9%, 11,1% com outras formas de pagamento e 2,3% via PIX.

Projeções para 2022

De acordo com a projeção feita pela Neotrust para esse ano, a previsão de crescimento de receita é de 9%, atingindo um faturamento de R$174 bilhões. Apesar da previsão positiva, a Neotrust pondera que a alta do dólar, a inflação e a projeção do PIB pdem afetar o varejo online.

“O varejo online continua com tendência de crescimento, mesmo após a flexibilização das restrições devido à pandemia e a retomada gradual do comércio físico”, destacou Paulina Dias, Head de Inteligência da Neotrust.

A expectativa é que os pedidos online cresçam 8% e chegue ao total de 379 milhões de pedidos. Já o ticket médio deverá se manter estável e crescer 1%, chegando aos R$ 460. Entre as categorias que mais devem crescer estão os eletrônicos, com 21%, eletroportáteis, 19%, e alimentos e bebidas com aumento de 18%.

“Para 2022 é esperado que haja uma expansão no marketplace, com as empresas mais preparadas para este canal. Outra tendência é a melhoria na interação do físico com o digital, que irá permitir mais eficiência nas compras e na relação do consumidor com a loja”, finaliza Fabrício Dantas, CEO da Neotrust.

Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: