Tiffany & Co destina US$ 6,5 milhões para projetos de preservação da biodiversidade

As 5 regiões escolhidas estão espalhadas por todo o globo e têm sofrido com as mudanças climáticas e perda de biodiversidade

A Tiffany & Co., empresa norte-americana do segmento de joias, anunciou a mobilização de US$ 6,5 milhões para a The Nature Conservancy (TNC), ONG internacional focada na conservação da biodiversidade e do meio ambiente. A quantia vem do leilão do relógio Patek Philippe Ref 5711 com um mostrador azul, que teve valores históricos arrecadados.  

Todo o valor foi destinado para cinco regiões diferentes que têm sofrido com a crise de mudança climática e a perda de biodiversidade. Nos últimos 20 anos, a Tiffany & Co tem apoiado causas e preservação de paisagens marinhas e ecossistemas críticos, incluindo doações ao TNC, como os efeitos da mineração na pesca de salmão e nos esforços de conservação de corais em seis projetos diferentes desde 2007. 

A CEO da The Nature Conservacy, Jennifer Morris, explicou que a ONG atua em todo o mundo e enfrentando desafios globais como segurança alimentar, acesso à água potável, qualidade do ar e preservação de florestas, oceanos, rios e outras áreas. “A Tiffany & Co mobilizou fundos que apoiarão nossos esforços para dimensionar soluções em alguns dos lugares mais ameaçados e críticos do mundo”, disse Jennifer.

Projetos apoiados

Com esta doação, cinco regiões diferentes serão apoiadas na resolução de problemas urgentes, antes que as mudanças causem mais impactos. Sem ordem de prioridade, os locais escolhidos são a Papua Nova Guiné, país que abriga uma das maiores floresta tropicais intactas do mundo e cerca de 10% da biodiversidade terrestre da Terra. O esperado é que o financiamento ajude a preservar mais de 7 milhões de acres de floresta tropical e área marinha próxima. 

Também na mesma região, a ilha de Bornéu, na Indonésia, é a terceira maior ilha do mundo e conta com mais de 54 milhões de acres de floresta tropical intacta. A região possui uma vasta gama de espécies, incluindo algumas que correm risco de extinção, caso dos orangotangos. No local, o dinheiro será destinado para apoiar trabalhos locais de restauração e proteção e melhorar meios de subsistência de famílias através do manejo florestal sustentável. 

Já no Caribe, uma das principais regiões marinhas do planeta, o foco do financiamento estará em restaurar e preservar os recifes de corais ameaçados e promover áreas marinhas protegidas. Além disso, serão incluindo manguezais costeiros e habitats de corais em 17 países e territórios. 

Na América Central, a floresta Maya de Belize é considerada um hotspot global de biodiversidade. Neste caso, o suporte da Tiffany & Co será para ajudar na preservação de 236 mil acres de floresta tropical, que abriga onças, bugios e centenas de espécies de pássaros.  

Por fim, a última região é da Floresta Nacional de Tongass, que fica no Alasca, e pertence a maior floresta tropical temperada costeira remanescente na terra.  O local também é território ancestral dos povos Tlingit, Haida e Tsimshian, que continuam cuidando de suas florestas e águas. O apoio da Tiffany será destinado para iniciativa Seacoast Trust, que fornecera capital para as comunidades indígenas e fazer a transição da região da extração de madeira antiga para empregos sustentáveis. 

Imagem: Shutterstock e Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: