Endividado, consumidor fará menos compras no Dia das Mães

Pesquisa aponta que marcas precisam se engajar naquilo que pode fazer diferença de forma mais simples

Mais endividados, 45% dos brasileiros farão menos compras neste Dia das Mães. Segundo a pesquisa Pulso, das empresas Score Retail e Hibou, 24% dos consumidores consideram que a renda não mudou; e 22% disseram que, apesar de mais apertados, vão manter o ritmo de consumo para a data; e 1% disse estar com mais dinheiro e que vai gastar um pouco mais.

Realizado no período de 25 a 26 de abril, o levantamento contou com 1.133 entrevistados em nove cidades.

“O consumidor enfrentará um ano de contenção de gastos em todas as datas do varejo. Ainda se tem muito resquício da pandemia e é um ano de incertezas. As marcas precisam se engajar naquilo que pode fazer diferença de forma mais simples, como ativações com entretenimento e soluções para os momentos de família, como os almoços que vimos que serão a principal alternativa de celebração da data”, diz Ana Letycia, Head de planejamento da Score Retail.

Dentre as categorias de produtos preferidas por quem vai comprar presente de Dia das Mães estão a de vestuário (66%), calçados (38%), perfumes (36%), bolsa e acessórios (26%), comestíveis (18%), beleza e maquiagem (17%), joalheria (17%), artesanato (16%), eletrônicos (10%), utilidades domésticas (9%), decoração (9%) viagem (8%), eletrodomésticos (6%).

Perguntados sobre a faixa de valores que pretendem gastar com o presente do Dia das Mães, 13% dos participantes planejam gastar até R$ 50; 25% entre R$ 51 e R$ 100; 19% de R$ 101 a R$ 150, 14% de R$ 151 a R$ 250; 5% de R$ 251 a R$ 350; 4% de R$ 351 a R$ 500; e 3% mais de R$ 500.

“Em um ano de incertezas financeiras, ainda é possível observar que 45%, mesmo mais apertados vão fazer compras e os demais 55% vão manter as tradições familiares e isso também inclui a escolha de um presente ou investimento em um momento junto aos familiares”, afirma Ligia Mello, coordenadora da pesquisa e sócia da Hibou.

Opção de compra

A loja física é a opção preferida na hora de comprar o presente para 55% dos participantes. A internet ficou com 31% e o formato pick-up com 2%.

Entre os adeptos das compras online, 41% optam por sites de varejo totalmente digitais, 28% preferem o site da marca do produto ou serviço, 27% optam por sites de redes de varejo, 8% citaram os sites de pequenos lojistas, 4% optam por redes sociais, 3% por site de supermercados e hiper e 2% por apps de delivery.

“As compras online permanecem em alta, principalmente em datas especiais como o Dia das Mães, mas é importante notar como mais da metade da população optou por compras em lojas físicas. Esse é o reflexo da flexibilização da pandemia que permite aos brasileiros, novamente, irem às compras presenciais e escolherem os presentes”, completa Ligia.

Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: