Tupa Gomes, presidente da Martin Brower, destaca mudanças no supply chain

Apresentação ocorreu durante o Foodservice Executive Summit, realizado pela Gouvêa Foodservice no último dia de NRA Show

Os desafios do desabastecimento e o legado deixado pela pandemia foram assuntos da apresentação do presidente da Martin Brower para América Latina, Oriente Médio e Ásia (Lamea), Tupa Gomes, no Foodservice Executive Summit, realizado pela Gouvêa Foodservice no último dia de NRA Show, principal evento de foodservice do mundo. A Mercado&Consumo fez a cobertura completa do evento.

A Martin Brower é uma empresa especializada na gestão da cadeia de abastecimento de redes de restaurante. Tupa Gomes compartilhou cinco insights que teve ao analisar as mudanças no supply chain nos últimos dois anos e após os dias de evento da NRA Show 2022.

O executivo comentou que, nos primeiros momentos de incerteza da pandemia, contratos tiveram de ser encerrados ou deixaram de ser assinados por motivo de “força maior”. Isso resultou em mudança de contratos e de mix de produtos, fechamento de fábricas e readaptações de operações.

Tupa Gomes também citou o caso da Peloton Interactive, empresa americana de equipamentos e mídia de exercícios que passou por IPO recentemente, mas tem enfrentado uma crise por conta de estratégias erradas que resultaram em queda nas ações. O executivo alertou para a necessidade de se olhar as cadeias de negócio de uma forma mais variável.

Como terceiro insight, o executivo chamou a atenção para a necessidade de se fazer mais reuniões – mas garantindo que tenham propósitos claros. Ele complementou dizendo que para isso é necessário treinamento e revelou como foi a adaptação do Brasil. “O time do Brasil Latin America foi o que melhor se adaptou a essa situação. O Brasil foi o país que melhor performou na crise em termos de supply chain e de tudo”, completou Gomes.

Em seguida, Gomes trouxe outro conceito que tem sido muito utilizado na Martin Brower. De acordo com ele, em cenários de crise e diante da evolução do mercado, é necessário saber selecionar os melhores clientes, os melhores produtos que a empresa fabrica e os melhores serviços para evitar o desgaste de recursos.

Em seu último destaque, Tupa Gomes trouxe o conceito da sobrevivência do mais rápido e do mais organizado. Segundo ele, a empresa que conseguir entregar da maneira mais rápida e com organização seguirá viva no mercado. Para isso, a companhia deve ser muito estruturada.

Imagem: Aiana Freitas

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: