Projeto-piloto da Via adota tuk tuks elétricos para entregas das Casas Bahia

A iniciativa está sendo implantada de forma gradual e, no primeiro momento, apenas na zona Sul e no Centro de São Paulo

Pensando em iniciativas para evitar a emissão de gás carbono (CO2), a Via, dona das Casa Bahia, Ponto e Extra.com.br, adotou uma nova estratégia no setor de logística sustentável. A empresa incrementou sua estratégia ao aderir os tuk tuks elétricos para sua frota de veículos para entrega de mercadorias leves.

Ainda em estágio piloto, o projeto está sendo implantado apenas na zona Sul e no Centro da cidade de São Paulo. “A Via repensa frequentemente o uso de veículos convencionais movidos à combustão e está passando por um processo de transição do uso de combustível fóssil para energia limpa nas entregas urbanas”, destacou Daniel Ribeiro da Silva, diretor de Logística da Via.

De acordo com Daniel, a ideia é que essa iniciativa seja implantada gradativamente. No ano passado, a Via adotou veículos elétricos para realizar as entregas de última milha. Ao todo, os automóveis já percorreram um total de 280 mil km, o que representa uma redução na emissão de CO2 de cerca de 135 toneladas.

Além do fortalecimento de pautas ESG, a adoção dos tuk tuks também está relacionada a entregas mais rápidas aos consumidores. “Os tuk tuks são veículos compactos e ideais para transportar cargas leves em centros urbanos. Eles saem direto de nossas lojas entregando uma compra feita no mesmo dia e o modelo que adotamos é capaz de carregar 600 kg em produtos”, explicou o executivo.

ESG

O comprometimento da Via com pautas ESG não é novo. A empresa vem buscando nos últimos anos melhorar o atendimento ao consumidor com ações focadas na responsabilidade social e sustentabilidade.

Uma dessas iniciativas foi o Reviva, um dos principais programas de reciclagem do varejo brasileiro, que atua há mais de 10 anos na destinação correta dos materiais reciclados durante a operação da Via. Em 2021 foram destinadas mais de 4 mil toneladas para o descarte adequado, fato que beneficiou 250 famílias ligadas a 12 cooperativas.

Este mesmo programa é responsável por fazer a logística reversa de lixo eletrônico, e garantindo o descarte adequado para os resíduos. Atualmente são 500 pontos de coleta, de pequeno e médio porte, distribuídos em lojas do grupo pelo Brasil.

Em 2021, a companhia passou a integrar o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e o Índice de Carbono Eficiente (ICO2), ambos da B3.

Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: