Ambev, iFood e Natura lideram os melhores para o ecossistema brasileiro de startups

Mapeamento faz análise qualitativa inédita sobre a relação entre grandes empresas e startups

Ambev, iFood e Natura são as três melhores corporações para o ecossistema brasileiro de startups. Quem garante é um levantamento feito pela The Bakery, empresa global de inovação corporativa.

Em parceria com a Abstartups (Associação Brasileira de Startups) um estudo mapeou as 20 corporações que melhor se relacionam com o ecossistema brasileiro de startups e quais caminhos elas têm trilhado dentro deste processo.

O levantamento avaliou corporações de acordo com os seguintes indicadores: estratégia, infraestrutura, operações e reputação. A lista elencou a performance das companhias a partir da avaliação tanto das próprias organizações quanto das startups, buscando evidenciar como o ecossistema está percebendo o movimento de inovação, incentivo e oportunidade em tais organizações. O grande diferencial da publicação é a análise qualitativa deste relacionamento.

Em comum, Ambev, iFood e Natura possuem processos facilitadores, ferramentas e instrumentos para que esta conexão ocorra – como fundos de Venture Capital e estratégias de Corporate Venture Building – e times dedicados à inovação.

“As empresas que mais geram impacto positivo no ecossistema não necessariamente são aquelas que mais interagem com ele. Procuramos olhar não apenas para o número de contratos. Existe uma vantagem competitiva para as corporações conectadas em um ecossistema forte e saudável. E a existência destas habilidades de interação o fortalece, gerando um ciclo vicioso de inovação”, explica Marcone Siqueira, sócio e cofundador da The Bakery no Brasil.

Metodologia

A equipe de especialistas da The Bakery filtrou 50 companhias até chegar às 20 finalistas. A Abstartups, uma das maiores referências do ecossistema brasileiro de inovação, por sua vez, ajudou no levantamento de respostas de quase mil startups.

Banner Curso ONE FRIEDMAN

“A empresa pode estar no topo das listas de mais inovadoras, mas a sua relação com as startups acontece de forma sustentável? Todo o trabalho é baseado na máxima de que ‘inovação só é inovação se gerar valor. Nossa proposta foi aprofundar o que está por trás dos grandes números publicados sobre inovação aberta, procurando identificar situações de ganha-ganha no ecossistema”, acrescenta Felipe Novaes, também sócio e cofundador da The Bakery.

Seguindo esta premissa, o levantamento apontou quais iniciativas têm sido mais eficientes para ambas as partes, além de delimitar as maiores dificuldades no estabelecimento deste relacionamento.

As corporações responderam questões sobre estrutura e capacidade interna, existência de áreas dedicadas à inovação, orçamento reservado para tal e número de iniciativas realizadas, entre outros pontos. Já as startups indicaram até três organizações cuja interação com o ecossistema fosse positiva, baseada em sua própria experiência, respondendo como se deu a conexão inicial, as dificuldades no contato, volume de investimento recebido e o retorno financeiro alcançado, entre outras perguntas.

Clique aqui para acessar o relatório completo sobre o ranking.

Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

https://www.youtube.com/watch?v=hJe-myuv4BA

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist