Dono de Espetto Carioca e Buteco Original, Impettus deve crescer 65% neste ano

Grupo aposta em expansão por meio de franquias, que atualmente correspondem a 90% das operações

O Grupo Impettus aposta no franchising para crescer cerca de 65% em faturamento neste ano. A holding, dona das redes Espetto Carioca, Mané, Bendito e Buteco Original (adquirida em junho deste ano), além do frigorífico Carioca Foods e da fábrica OMG, prevê alcançar a marca de R$ 198,2 milhões até o fim de 2022. No ano passado, o faturamento foi de R$ 120 milhões.

“Dentro dessa nossa estratégia de crescimento na área de bares e botecos, a gente fez a aquisição do Buteco Original, que tem muita tradição no Rio de Janeiro, com nove operações”, conta o diretor de Novos Negócios e Expansão do Impettus, Bruno Gorodicht.

Com a chegada do Buteco Original, a holding passou de 83 para 92 operações no total. A expectativa é chegar a 115 nos próximos meses.

Atualmente, o Grupo Impettus está presente em sete Estados: 75% das unidades estão no Rio, mas também existem operações em São Paulo, Espírito Santo, Bahia, Ceará e Rio Grande do Sul. A empresa deve aterrissar em Goiás em um mês, com uma unidade em Goiânia.

Aposta no franchising

O Espetto Carioca foi fundado por Leandro Souza em 2011. De lá para cá, a empresa foi crescendo conforme foi incorporando novas marcas e, em 2020, após a aquisição da Bendito, nasceu o Grupo Impettus.

O crescimento é ancorado no franchising: 90% das operações do grupo são franquias. “A gente é defensor do segmento de franchising e enxerga que, tendo um produto ou negócio com padrão controlado, com toda a construção de branding, consegue escalar melhor”, analisa o diretor de Novos Negócios e Expansão do Impettus.

Para ele, esta é uma forma, também, de ajudar as pessoas a empreender com mais segurança. De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), as redes de franquias cresceram 8,8% em faturamento no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Foi o quarto período de alta no setor. Em um ano, a alta foi de 13,9%.

Para Cristina Souza, CEO da Gouvêa Foodservice, o franchising é, sem dúvida, é um modelo vitorioso de transferência de know how e crescimento para redes de alimentação. “Eu diria que é positivo para as duas partes porque o franchising prevê a padronização de processos, definição de mix centralizado, desenvolvimento de fornecedores, permitindo ao franqueado se concentrar na venda/atendimento e gestão do negócio”, diz.

Imagem: Reprodução

Aiana Freitas

Aiana Freitas

Aiana Freitas é editora-chefe da plataforma Mercado&Consumo. Jornalista com experiência na cobertura de tendências de consumo, varejo, negócios, finanças pessoais e direitos do consumidor.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: