Omnichannel pode ser um diferencial em datas como o Dia do Consumidor

Diretor Omnichannel da Infracommerce coloca também a utilização correta de dados como importante guia para as tomadas de decisão

Dia do Consumidor, Semana do Consumidor, Mês do Consumidor… As importantes datas do varejo no ano vão ficando cada vez mais ‘esticadas’ e mais recorrentes. Bom para o consumidor, que consegue mais possibilidades de melhores preços no decorrer do ano. Bom para o varejista, que consegue cada vez mais movimentos nas vendas. E dentre estratégias e possibilidades para esses fortes momentos do varejo algo se destaca: o omnichannel.

O digital veio para ficar e isso é uma realidade. Principalmente após a impulsão que teve na pandemia. Mas diferentemente do que muitos pensavam, ele está longe de derrubar ou deixar de lado o físico. Os canais podem ser distintos, mas coexistem e se complementam na busca por um melhor atendimento e uma melhor experiência do consumidor.

“O que se observa é que com a formação de uma cultura omnichannel, ou seja, sem a velha disputa de canais, não apenas o consumidor é melhor atendido, por onde, como e quando ele quer, mas a marca tem outros recursos para aumentar sua capilaridade e gatilhos de fidelização. Ser omnichannel é atualmente uma necessidade de competitividade”, garante Cadu Fogueral, diretor Omnichannel e Marketplace na Infracommerce, maior ecossistema digital independente para e-commerce da América Latina.

E em importantes datas como o Dia do Consumidor, o omnichannel pode ser um grande diferencial. “Ter o digital na loja física amplia as possibilidades de vendas além daquele metro quadrado com uma prateleira infinita nas mãos do time de vendas, conectando estoques do e-commerce ou até outras lojas”, revela Fogueral.

Foco nos dados e na experiência

Seja em fortes datas comerciais, como o Dia do Consumidor, ou no decorrer de todo o ano, a abundância de dados proporcionados pelos consumidores pode ser usada a favor das marcas.

Banner Curso ONE FRIEDMAN

“Os dados estruturados são guias para tomadas de decisão sem ‘feeling, achismos ou crenças’. É preciso usá-los para a conquista de um tráfego cada vez mais qualificado, assim conhecendo cada canal de mídia e sabendo como estimulá-lo. Não com foco em volume, mas na conversão. E do lado da oferta, garantir o sortimento em cobertura equilibrada para atender a demanda, calibrando os preços com competitividade e com a rentabilidade esperada”, revela o diretor Omnichannel e Marketplace da Infracommerce.

Cadu Fogueral também ressalta a importância do omnichannel na atual busca por uma experiência diferenciada para o consumidor. “Os profissionais de UX (user experience) tem cada vez mais relevância na conversa de estratégia omnicanal. No e-commerce este profissional garantia uma jornada fluida para seu consumidor e com exigências omnichannel ele passa a entender o papel dos canais e como o digital contribui para uma jornada completa”, garante.

“O e-commerce precisa defender uma venda não assistida com usabilidade e conteúdos facilmente disponíveis para o contexto da loja e ela vai contribuir muito para um consumidor que está experimentando no ‘off’ e pesquisando no ‘on’. E este não é o consumidor do futuro. Hoje, todos nós como consumidores já exigimos isso das nossas marcas favoritas”, finaliza Fogueral.

Imagem: Shutterstock

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

https://www.youtube.com/watch?v=hJe-myuv4BA

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist