fbpx

Carrefour lança novo e-commerce com busca personalizada e gestão integrada

O Carrefour acaba de lançar, no Brasil, um novo e-commerce. A plataforma foi desenvolvida pela VTEX e o investimento segue na linha do fortalecimento da atuação do grupo no País. A empresa, que chegou a encerrar as operações brasileiras pela internet em 2012, voltou ao mundo virtual há quatro anos, em 2016.

A nova plataforma oferece alta performance na gestão de pedidos, estrutura de marketplace e serviços ominicanais, que conectam a operação online com a das lojas físicas. A ideia é que ela seja a base para o aumento da escala e para a evolução do negócio do Carrefour no Brasil no curto e no longo prazo.

O site foi desenvolvido para priorizar a venda pelo celular, canal que vem sendo cada vez mais usado pelo consumidor. Com o SmartCheckout, os dados de cartão de crédito usados em uma compra ficam armazenados, o que permite que o cliente habitual realize o one-click-buy, sem a necessidade de inserir senha e dados do cartão novamente. Segundo a empresa, a ferramenta, além de ágil, é segura.

A jornada de compra do cliente também foi redesenhada e otimizada. Além de permitir uma busca mais personalizada, com base no que o consumidor costuma comprar, o site dá ao cliente a opção de escolher se quer que o produto seja entregue em casa ou retirado em uma das 96 lojas da rede.

“Para nós, a experiência de ominicanalidade não é apenas algo que fizemos para acompanhar uma tendência, mas sim para empoderar o consumidor que quer ter opções de como realizar sua jornada de compra. Além disso, este é um passo relevante em direção aos planos de crescimento do Carrefour no segmento de e-commerce, alinhado com toda a estratégia de digitalização da companhia no País, que vem evoluindo rapidamente nos últimos meses”, afirma o diretor de Tecnologia da Informação (TI) do Carrefour, Paulo Farroco.

Crescimento de 377% em três meses

Dados do ranking do E-commerce Brasil indicam que o site do Carrefour foi o sétimo mais acessado em setembro. A melhora da performance do e-commerce ficou evidente principalmente nos últimos dois trimestres, depois da chegada da pandemia do coronavírus ao Brasil.

Entre abril e junho, o site registrou um crescimento de 377% no GMV (volume bruto de mercadorias) de alimentos, incluindo o serviço de entrega rápida, e de 65% em não-alimentos, com um total de R$ 918 milhões de GMV na comparação com o ano anterior. De acordo com dados do E-bit, o crescimento do canal neste período foi de 39 pontos porcentuais acima da média do mercado.

Atualmente, a venda online de alimentos já representa 7,7% de todas as operações alimentares do varejo. O destaque fica para capitais como São Paulo (SP) e Curitiba (PR), em que a taxa de penetração no segmento foi de 14% e 19%, respectivamente, em junho. Além disso, a venda online de produtos não-alimentares representa 31,5% das vendas totais deste setor.

Este avanço coloca o Grupo Carrefour Brasil no mesmo patamar de mercados em que a operação de e-commerce, principalmente alimentar, já é madura, como nos países da Europa.

Imagem: Reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Comentários 1

  1. Ter uma estrutura que sustente um processo de vendas de um e-commerce é fundamental para que nada de errado durante a jornada de compra do consumidor. Logo, uma plataforma especificamente voltada para e-commerces é uma mão na roda para quem precisa agilizar alguns processos de operacionalização do negócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: