fbpx

Para concorrer com a Amazon, varejo aposta em compra online e retirada na loja

Grandes varejistas estão promovendo suas próprias campanhas durante o Amazon Prime Day para tentar superar a gigante do comércio eletrônico nos Estados Unidos, que não possui lojas físicas nas quais os clientes podem retirar rapidamente suas compras online.

Opções de compra online e retirada em lojas ganharam popularidade durante a pandemia do coronavírus como uma alternativa segura e conveniente, mostra reportagem publicada neste fim de semana no portal CNBC.

O Amazon Prime Day começa na terça-feira (13) e vai até quarta-feira (14). A Target terá o “Deal Days” e a Best Buy  dará início às vendas da Black Friday nesses dias. Já o Walmart realiza seu “Big Save Event” até quinta-feira (15).

A Best Buy lançou o pickup em quase todas as suas lojas durante os primeiros meses da pandemia. O Walmart, nos últimos cinco ou seis meses, tornou milhares de itens de mercadorias gerais qualificados também para retirada, junto com sua ampla seleção de mantimentos. A Target  adicionará alimentos frescos e congelados neste mesma modalidade na maioria das lojas.

Ao disponibilizar uma alternativa para esperar que um pacote chegue à porta, os varejistas estão tentando vencer a Amazon em seu próprio jogo: encurtar o tempo entre o momento em que os clientes clicam no botão “comprar” e o recebimento de suas compras. Eles também estão oferecendo aos clientes mais controle sobre quando eles recebem o item.

Mais pedidos do que na Cyber Monday

A reportagem aponta que a Target tem falado abertamente sobre os enormes ganhos em seus serviços no mesmo dia durante a pandemia. Seu serviço de pickup, denominado Drive Up, aumentou mais de 700% no segundo trimestre e sua opção de order pickup (coleta na loja), cresceu mais de 60%.

Em um dia normal de abril, disse o CEO Brian Cornell, a empresa atendeu mais itens e pedidos do que a Cyber ​​Monday do ano passado. Usou os serviços para atrair novos clientes e conquistar mais negócios.

Esta temporada de férias nos EUA marcará o segundo ano da Target com Drive Up em suas lojas em todo o país. Ele vende cerca de 25 mil itens que os clientes podem retirar em até uma hora após a compra online.

Em uma teleconferência de resultados, o diretor de operações da Target, John Mulligan, observou a boa aderência ao serviço. Depois que um cliente experimenta o Drive Up pela primeira vez, disse ele, a empresa vê um aumento de quase 30% nos gastos gerais do comprador – tanto online quanto nas lojas.

Espaço maior para coleta de compras

Para a Best Buy, o serviço também gerou crescimento. Os pedidos online podem estar prontos para retirada em até uma hora. A receita online da empresa aumentou 242% no segundo trimestre em relação ao ano anterior. Cerca de 41% dessas vendas online foram realizadas por meio de opções que unem compra online e retirada.

O Walmart respondeu à demanda por esses serviços adicionando mais espaços de coleta e expandindo seu sortimento para mais de 160 mil itens que podem estar prontos em quatro horas.

O pickup tem outras vantagens de negócios. Ao eliminar a necessidade de enviar um pacote de uma loja ou depósito para os clientes, cada transação online se torna mais lucrativa. Segundo a Target, atender um pedido por Drive Up ou Order Pickup é 90% mais barato do que o envio de um depósito.

Ainda assim, os grandes varejistas terão de provar que podem manter os grandes descontos e as compras de fim de ano.

Imagem: Reprodução

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: