fbpx

B2W e Lojas Americanas devem unir operações e usar lojas físicas como pontos logísticos

A varejista online B2W (dona de Americanas.com e Submarino) e a Lojas Americanas, anunciaram, em fato relevante, que iniciaram estudos para uma possível combinação operacional dos dois negócios.

A medida já era cobrada por analistas como solução para destravar a avaliação das empresas. A explicação é que, com as operações separadas, o negócio digital do grupo deixa de usar a rede de lojas físicas como pontos logísticos estratégicos para fazer os produtos chegarem aos clientes de forma mais rápida e barata. Em 2020, a B2W assistiu a empresas que são tradicionalmente do ramo de lojas físicas ganharem força no segmento de e-commerce.

Esse modelo multicanal já é explorado pelas concorrentes Magazine Luiza e Via Varejo. O Magazine Luiza conta com 40 centros de distribuição, incluindo os 22 do Magalu, cinco hubs da LogBee e outros 13 da recém adquirida GLF. A empresa ainda conta com a capacidade logística de mais de 800 lojas físicas que operam no sistema dark store, o que permite que os produtos saiam diretamente de seus estoques para a casa do cliente.

A Via Varejo vem acelerando os processos para integração da malha logística com a rede de lojas e aos canais digitais de vendas. A empresa realiza, em média, duas entregas por segundo por meio de mais de mil pontos de retirada de produtos em todo o Brasil.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.
Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: