fbpx

Amazon anuncia que irá parar de aceitar cartões de crédito Visa no Reino Unido

Gigante varejista alegou altas taxas cobradas nas transações com cartões

A gigante Amazon anunciou que irá parar de aceitar os cartões de crédito Visa no Reino Unido por causa de suas altas taxas, uma medida que marca uma grande escalada na batalha de anos da gigante do varejo com a rede de cartões. A varejista disse aos clientes que pararia os meios de pagamento a partir de 19 de janeiro. Altas taxas de intercâmbio em transações com cartão de crédito significam preços mais altos para os compradores, disse um porta-voz da Amazon.

Quando um comprador usa o meio de pagamento, o comerciante paga uma taxa ao banco que o emitiu. Redes como Visa e Mastercard definem essas taxas. As porcentagens variam – os cartões de crédito que pagam benefícios como recompensas de viagens são mais caros – mas costumam custar 2% ou mais. “Esses custos deveriam diminuir com o tempo com os avanços tecnológicos”, disse o porta-voz da Amazon, “mas, em vez disso, continuam altos ou até mesmo aumentam”.

A Visa disse que está tentando resolver a situação para que os clientes possam continuar usando seus cartões de crédito do Reino Unido após o prazo de janeiro. “Estamos muito desapontados com a ameaça da Amazon de restringir a escolha do consumidor no futuro”, disse um porta-voz da Visa.

Pagamentos digitais

Varejistas e redes de cartões vêm brigando por causa das taxas de intercâmbio há anos, mas Visa e Mastercard há muito tempo têm a vantagem. O uso de dinheiro como parcela dos pagamentos vem diminuindo há anos nos EUA, e a pandemia acelerou a mudança para os pagamentos digitais. Os varejistas que se recusam a aceitar cartões de crédito correm o risco de uma grande queda nas vendas.

A Amazon é uma exceção à regra. Uma das maiores varejistas do mundo, ela venceu a Visa em outros mercados, impondo uma sobretaxa nas compras com cartão de crédito da empresa em Cingapura e na Austrália. Também está entre um grupo de grandes comerciantes que processaram Visa, Mastercard e grandes bancos emissores de cartões, alegando que eles tramaram para evitar a competição por taxas de intercâmbio. Os comerciantes afirmam que as taxas do cartão são um imposto oculto, principalmente para consumidores de baixa renda, que têm maior probabilidade de pagar em dinheiro e, portanto, não obtêm os benefícios dos cartões de recompensa.

Após o anúncio, nesta quarta-feira (17), as ações da Visa recuaram 4,70% em Nova York.

Com informações de Estadão Conteúdo (Dow Jones Newswires)

Imagem: Bigstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: