fbpx

Infracommerce assume marketplace da Unilever voltado para supermercados

Parceria visa aumentar o número de estabelecimentos cadastrados e de usuários que compram pela plataforma

Ecossistema digital de e-commerce, a Infracommerce anunciou que irá assumir a plataforma de marketplace da Unilever Meu Mercado em Casa, criada para facilitar o acesso de consumidores e lojistas ao mundo digital, com foco em supermercados de bairros.

Lançado em 2018, o Meu Mercado em Casa permite escolher o mercado favorito, selecionar os produtos, pagar online e receber ou retirar os produtos. Além de aumentar a oferta e a diversidade de produtos aos consumidores, a parceria entre as duas empresas visa aumentar o número de estabelecimentos cadastrados e de usuários que compram pela plataforma. A Infracommerce ficará responsável por toda a implementação, manutenção, suporte técnico e desenvolvimento da operação.

Kai Schoppen, fundador e CEO da Infracommerce, diz que o aumento de consumidores nos marketplaces mostra que a empresa está no caminho certo. “Assumir a plataforma Meu Mercado em Casa é o primeiro passo para atuar na digitalização do long tail do varejo oferecendo nossas soluções, em especial trade finance”, diz Kai, acrescentando que a Infracommerce opera grandes marketplaces de B2B, conectando-se a mais de 300 mil pequenos varejos no Brasil.

Marketplace democrático e acessível

Marcelo Costa, vice-presidente de desenvolvimento de clientes e transformação digital da Unilever, explica que a Meu Mercado em Casa funciona como um marketplace democrático e acessível.

“A plataforma deu tão certo que foi decisiva para nossos clientes no momento da pandemia. Graças a essa inovação, diversos varejistas puderam continuar operando durante meses e meses de arrefecimento do comércio. A Unilever segue acreditando no crescimento da plataforma, que agora alçará novos voos”, sublinha.

Inicialmente o marketplace continuará utilizando o ecossistema desenvolvido pela Unilever. A implementação do o sistema da Infracommerce só começa a partir do próximo ano. A operação depende da aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Imagem: ShutterStock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: