BCG revela que 65% das empresas brasileiras de manufatura já usam Inteligência Artificial

Artigo BCG diz que apesar da maioria dos negócios do setor utilizar a tecnologia, a implantação da ferramenta ainda enfrenta obstáculos

Uma análise do Boston Consulting Group (BCG), realizada em parceria com o Fórum Econômico Mundial (WEF), aponta que 68% das empresas de manufatura já têm pelo menos uma aplicação de Inteligência Artificial (IA) em sua produção. No Brasil, o número acompanha a tendência mundial: 65% entre as entrevistadas confirmaram que já utilizam ferramenta.

Apesar da boa adesão, o estudo BCG também mostrou que a implantação enfrenta desafios. 98% de todos os respondentes da pesquisa ainda enfrentam dificuldades para conseguir escalar o uso das suas soluções de IA nas operações e somente 16% deles conseguiram alcançar os objetivos relacionados ao uso da tecnologia.

A consultoria, que ouviu 1.800 executivos em 15 países de sete setores diferentes, mostra que os principais obstáculos para aplicar e dimensionar a inteligência artificial em toda a cadeia de produção estão relacionados, principalmente, à infraestrutura e cultura organizacional. “88% dos entrevistados apontaram a falta de estrutura tecnológica como um desafio e 92% deles afirmaram terem dificuldades com a aplicação de IA por não terem uma base organizacional e de talentos relacionados à tecnologia. Os números mostram a importância de capacitar os colaboradores com habilidades do futuro, o que também garante a resiliência dos negócios a longo prazo”, afirma Julien Imbert, Diretor Executivo e Sócio do BCG no Brasil.

Banner Curso ONE FRIEDMAN

Quando o assunto é a maturidade das aplicações de IA na indústria de manufatura, o BCG aponta que as empresas mais maduras digitalmente são as fabricantes de itens de tecnologia. Outra descoberta foi sobre as principais aplicações de IA no setor, que são controle de qualidade, robótica e automação de produção, sistemas de alerta e otimização de estoque.

“Observamos que os pioneiros no uso de inteligência artificial nas linhas de produção tiveram uma economia de 14% nos custos de fabricação, aprimorando a eficiência da operação – e esse é só um dos diversos benefícios que a IA pode trazer aos negócios. Os líderes precisam lembrar que, a longo prazo, há uma grande vantagem competitiva ao considerarem o investimento na tecnologia como uma prioridade da sua estratégia”, finaliza Julien Imbert.

Com informações de Mercado&Tech
Imagem: Shutterstock

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist