fbpx

Vem comigo conhecer o metaverso!

Episódio 4: Prelúdio de como será essa experiência

No artigo de hoje vamos começar a falar de experiências nos metaversos! Vou compartilhar com vocês formas de aplicação, além de alguns links para que possam ver algumas iniciativas no campo do jogo, educação e advergame – neste último caso, explorando formas de marketing pelo metaverso – e comecem a ter uma referência maior dessa tecnologia. E, ainda que eu queira abraçar todas as experiências do metaverso neste artigo, vou dizer-lhes uma coisa: impossível! Por isso, aqui vou trazer algumas possibilidades sobre o campo da educação corporativa e nos próximos artigos vamos aprofundando algumas aplicações. Vocês verão que já tem muita gente dando os primeiros passos.

Ah! Antes que me esqueça, deixarei alguns links no final do artigo caso você queira estender nossa conversa.

No campo da educação corporativa, o metaverso já é real, ainda que haja espaço para absorver as tecnologias que estão aterrissando. Exemplo é o Grupo Boticário, que usou desta experiência imersiva para capacitar seus colaboradores e inclusive fornecedores e parceiros. O parceiro tecnológico foi a Benkyou, que no campo da educação já aplica sua tecnologia na construção de universos de aprendizagem com o conceito do metaverso para a Campus Party (Campus Verso) e no programa LIFE, com foco na média gerência e na formação de líderes com ênfase em transformação digital (da Líderes Incríveis).

Em conversa com Ricardo Queiroz, head de Inovação da Campus Party, sobre o Campus Verso, a expectativa agora é transformar a plataforma em um hub para produtores de conteúdo e conectar cada vez mais quem quer aprender. Assim levarão conteúdos por meio do Campus Verso não só aos “campuseires”, mas às empresas e empreendedores que necessitam de conhecimento nos campos da tecnologia e inovação para prepararem seus times.

Como uma das principais experiências dos metaversos é a criação de ambientes envolventes para capacitação, contratação e integração de novos colaboradores, o objetivo é proporcionar experiências inovadoras, divertidas e envolventes.

Nada melhor do que isso em um ambiente de trabalho, não é mesmo? Quando falamos em mundo digital, conectar, integrar e facilitar as interações entre as pessoas é um desafio gigante para as organizações. E esse é o mundo em que estamos vivendo e para ele que precisarmos olhar e focar nossas atenções e estratégias.

Justamente nesse terreno, do novo mundo online que veio com a pandemia, esta necessidade passou a ganhar destaque e atenção de gestores de pessoas. Pessoas desconectadas, desengajadas e sem leveza não são felizes e sem o principal ingrediente, a felicidade que nos faz sentir e agir, não temos ambientes produtivos e inovadores.

Além da capacitação das pessoas, o metaverso passou a ser a porta de entrada de organizações como a Hyundai, que está usando para a introdução de novos funcionários, e a Samsung, que também realizou uma feira de recrutamento virtual. Imaginem que experiência fantástica e que momento de integração e de conexão podemos experienciar com o metaverso!

É justamente isso que o metaverso vem nos trazer: experiências virtuais únicas que, dentro do espírito da nova forma de viver, podem preencher um vazio de estar e de sentir.

O que se projeta é que o metaverso seja uma grande ponte para as contratações, mas sempre tendo em mente que a conexão fica prejudicada se for apenas virtual, afinal somos seres que precisamos de contato e de conexão para nos movermos rumo aos nossos propósitos.

Um bom exemplo é a Gouvêa Experience, que, em janeiro de 2022, vai promover uma experiência “figital” no Retail’s Big Show da National Retail Federation (NRF). Além da tradicional delegação, a Gouvêa vai dar gratuitamente aos seus membros uma experiência imersiva para que eles possam replicar com seus times no Brasil e com quem não puder ir a NRF. Eles andarão pelas ruas da Hudson Yards e em frente do Javits, local em que o Retail’s Big Show é realizado em Nova Iorque, se conectando a um mundo de conteúdos. E provedores de soluções para o varejo, neste universo, estarão trazendo dicas valiosas para o avanço dos negócios do consumo e do varejo, quais as tendências e novas oportunidades.

Vem comigo conhecer o metaverso!
Gouvêa Experience, em Nova York, em frente ao Javits

Nos próximos artigos, trarei outras aplicações. E, assim como neste, vários casos. Espero ter conseguido inserir um pouco mais você nesse desafiador, mas encantador mundo do metaverso! Como prometido, seguem na sequência alguns links, caso você queira desbravar mais os exemplos. Até o próximo episódio!

LIFE:

Home | Líderes Incríveis na Era Digital

Case do Grupo Boticário:

Acesso à inscrição do Campus Verso da Campus Party:

Cadastro | Campusverso

Benkyou Play, plataforma que está inserindo a gamificação e aprendizado imersivo:

Benkyou Play

Patricia B. Bordignon Rodrigues é diretora de Marketing e Canais Benkyou.
Imagens: Shutterstock e Reprodução

Patrícia Bordignon Rodrigues

Patrícia Bordignon Rodrigues

Diretora de Marketing e Canais da Benkyou, uma plataforma digital de aprendizado corporativo. Patrícia possui vasta experiência à frente de empresas de tecnologias e de potencialização de canais de vendas como Microsoft, Warner, Sony entre outras. E hoje lidera as iniciativas de desenvolvimento de soluções, canais e marketing da Benkyou.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: