fbpx

Apple anuncia programa que permite que usuários consertem seus próprios aparelhos

O Auto Service Repair começará a funcionar no início de 2022 com foco nos módulos de manutenção mais comuns

A Apple anunciou, nesta quarta-feira (17), que criou um programa que permitirá aos clientes consertarem seus próprios dispositivos usando peças e ferramentas genuínas da empresa.

A fabricante do iPhone e Mac revelou que o Auto Service Repair começará a funcionar no início de 2022 com foco nos módulos de manutenção mais comuns, incluindo tela do telefone, bateria e câmera, com opções de reparo adicionais a serem adicionadas no final do ano.

A Apple é conhecida por seu controle rígido do processo de reparo, com foco em Apple Stores e provedores de serviços autorizados.

Em julho, como parte de uma ordem executiva que trata dos assuntos do consumidor, a o governo dos Estados Unidos encorajou a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) a emitir regras que proibiam os fabricantes de eletrônicos de restringirem o uso de oficinas independentes – ou pessoas que consertam seus próprios dispositivos.

O programa da Apple estaria disponível primeiro para as mais recentes linhas de iPhone 12 e iPhone 13 da empresa, e então seria seguido por computadores Mac rodando com os chips M1 da Apple, disse a empresa. A Apple observou que o programa é “destinado a técnicos individuais com conhecimento e experiência para consertar dispositivos eletrônicos” e que a maioria dos clientes ainda teria que visitar fornecedores de consertos profissionais.

Microsoft ultrapassa Apple

Em outubro, a Microsoft se tornou mais uma vez a empresa de capital aberto mais valiosa do mundo, com o valor de mercado chegando a US$ 2,44 trilhões e ultrapassando a Apple pela primeira vez em mais de um ano, que tem valor de mercado aproximado de US$ 2,43 trilhões.

O balanço melhor do que o esperado da Microsoft foi o mais recente catalisador que empurrou as ações para cima. Enquanto isso, a Apple alertou que gargalos na cadeia de suprimentos estão atrapalhando a fabricação do iPhone e de outros produtos ao longo da pandemia.

A última vez que a Microsoft teve valor de mercado maior que a da Apple foi em julho de 2020, de acordo com a Dow Jones Market Data.

O última período estendido da Microsoft como a empresa mais valiosa do mundo ocorreu durante o final dos anos 1990 e início dos anos 2000, quando seus negócios consistiam principalmente do sistema operacional Windows e seu pacote de aplicativos de software Office.

Com informações de Estadão Conteúdo (Dow Jones Newswires – Nova York)
Imagem: Divulgação

Redação

Redação

Leia diariamente as notícias mais impactantes sobre varejo, consumo, franquias, shopping center e foodservice, entre outros temas, no Brasil e no mundo.

Relacionados Posts

Próxima Postagem

REDES SOCIAIS

NOTÍCIAS

Bem vindo de volta!

Entre na sua conta abaixo

Recupere sua senha

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.

Add New Playlist

%d blogueiros gostam disto: